ECOS

ECOS
Chittorgarh-India

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

249> BORBOLETA AZUL



Quem graciosamente se movia no ar
Mil jardins, mas apenas um floria
E seus olhos vicejavam sua energia
E nesse mundo sua outra face delicada

Eu quis parar aquela noite por medo
Mas as estrelas brilhavam mais que aquelas luzes
E o destino nada deve aos tementes
E nos olhos implanta suas sementes
E eu fechei meus olhos e vi um mundo maravilhoso
Linhas retas e curvas e ela adormeceu
Velei seu sono por toda noite
Por toda noite

Voando cegos noite a fora não importava
Rimos dos trovoes que nos feririam
Seus relâmpagos nos uniriam de toda forma
O inverno espreitava como um predador
Implacável, esperado e soberbo
O frio soprou as lembranças da realidade
Confuso com o vendaval que te afastava
Ferida como a borboleta azul que não migrou

Era a minha queda ou ve-la com asas partidas
Ela nunca soube como fiquei feliz
Ve-la deixar toda essa provação para trás
Ela nunca soube o quanto me doeu
Ve-la partir para longe do meu jardim
O silencio, a dor e a inevitável queda
Ou tudo isso foi apenas um sonho

Azul celeste inevitavelmente belo
Voa ao longe e voa para longe
Não olha para dentro de si para não me ver
Um dia novamente trocaremos de estação
E o corpo cairá no chão como uma veste
E o de dentro virá para fora
Então os jardins só terão primaveras
Para ela voar


Recife,8 de setembro de 2010
Dedicado a Fernanda Gomes Freire
Link p imagem.
Também postado na Fabrica de Letras

6 comentários:

  1. Como gosto deste poema! Fez-me sonhar e viver cada momento da borboleta azul, que metaforicamente é o ser amado.

    ResponderExcluir
  2. Bela participação! Esse poema é fantástico!

    Abraços renovados!

    ResponderExcluir
  3. A ternura é um momento muito especial entre as pessoas.
    Lindo o texto. a interação de Amigos tbém está participando.
    http://sandrarandrade7.blogspot.com/
    São momentos que tracamos as ideias..
    Um grande abraço,
    Sandra

    ResponderExcluir
  4. Olá, Ronilson
    Quando os jardins forem pura primavera... tudo vai ser melhor...
    Abraços fraternos de paz e ternura.

    ResponderExcluir
  5. Dr.Ronilson, saudações fraternas de seu formal amigo.

    ResponderExcluir